CEBDS participa da produção de relatório global de Bioeconomia

Levantamento global produzido pela NatureFinance e pela Fundação Getulio Vargas, com o nosso apoio e de outras 16 instituições, explora como os membros do G20 estão avançando na bioeconomia.

O estudo, que foi lançado nesta segunda-feira, 6, em Brasília, analisa os desafios e as oportunidades desta agenda, além de destacar temas emergentes que poderiam ser foco da Iniciativa de Bioeconomia do G20 (GIB) no futuro. Atualmente, o valor estimado da bioeconomia global alcança os US$4 trilhões, segundo dados do World BioEconomy Forum. Este setor ainda possui um potencial considerável de expansão, especialmente à luz da transição em direção a um mundo com baixas emissões de carbono e impactos positivos para a natureza. Estimativas sugerem que esse potencial pode atingir a marca dos US$30 trilhões até 2050.

Clique aqui e saiba mais.

Produzido pela NatureFinance e FGVces com o apoio de Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Uma Concertação pela Amazônia, IPAM Amazônia, Instituto Arapyaú, CEBRI – Centro Brasileiro de Relações Internacionais, Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura, Ibá | Indústria Brasileira de Árvores, CDP Latin America, Climate Policy Initiative/PUC-Rio, Fundação Dom Cabral, Instituto Igarapé, Insper Agro Global, Consórcio Interestadual Amazônia Legal, Natura &Co, FEBRABAN, Instituto Clima e Sociedade (iCS) e The Nature Conservancy (TNC)

Compartilhar: